A APFM – Associação Portuguesa de Facility Management juntou-se àquela que é a principal rede de promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no nosso país: a Aliança ODS Portugal, uma rede de abordagem multiparticipada que resulta da iniciativa da United Nations Global Compact Network Portugal. A Aliança ODS tem como missão organizar a contribuição de Empresas e Organizações Empresariais para a realização sem exceção dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS estes que estabelecem uma nova agenda de ação até 2030 baseada nos progressos e lições retiradas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio desenvolvidos entre 2000 e 2015.

Membro oficial desde o dia 21 de janeiro de 2020, a APFM passa a ser um parceiro da Aliança ODS no processo de sensibilizar, informar, concretizar, monitorizar e avaliar a contribuição do Sector Empresarial ajudando este importante motor da economia a adotar estratégias que o coloquem em conformidade com a Agenda ODS 2030 da ONU. A primeira iniciativa mais visível é a criação da página ODS.APFM , que constitui a plataforma para os Facility Managers colaborarem na tradução dos ODS para KPI e melhores práticas do Facility Management. Apenas com esta visão pragmática e prática dos Objetivos será possível atingi-los, o que envolve uma contribuição positiva no dia-a-dia das operações.

Com o apoio da APFM, as Empresas e Organizações Empresariais poderão seguir e aplicar da melhor forma as orientações e guias publicados por organismos internacionais de referência (Nações Unidas, ISO, OCDE, OIT e OMS, entre outros), e mais especificamente as diretivas e orientações emanadas pela União Europeia que tenham consequências na atividade e deveres de relatório das Empresas.

Um excelente exemplo de como a APFM pode ajudar a comunidade Empresarial a implementar ações que vão ao encontro dos 17 ODS da ONU passa pelo esclarecimento e apoio na implementação de normas como a ISO 41001. Destinada a todas as organizações independentemente da sua dimensão ou indústria, sejam utilizadoras de espaços ou prestadoras de serviços, a implementação da ISO 41001 visa ajudá-las a assegurar uma utilização eficiente de recursos e alocá-los de forma a melhorar a eficiência e a produtividade do seu core business, promovendo ainda um ambiente saudável, atrativo e produtivo para os seus utilizadores finais.

 

Para Miguel Agostinho, CEO da APFM, “é com enorme satisfação que nos juntamos à Aliança ODS, uma iniciativa em que acreditamos e na qual revemos os nossos próprios objetivos e missão enquanto entidade que defende cada vez mais a sustentabilidade como um dos eixos fundamentais para o futuro”. O CEO sublinha que “os Facility Managers são essenciais para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável até 2030 – e a nossa responsabilidade enquanto integradores de pessoas com o ambiente construído, seja ele residencial, serviços, indústria, infraestruturas ou setor público, dá-nos o poder de intervir e o dever de melhorar a sustentabilidade da vida Humana no Planeta”.

O responsável da APFM lança desde já um repto: “A APFM convida desde já a comunidade de Facility Managers a inscrever-se gratuitamente na plataforma ODS.APFM para fazer parte deste projeto de sustentabilidade global que a todos diz respeito, e que envolve necessariamente diversos aspetos da economia e da sociedade Portuguesa.

Aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em setembro de 2015, a Agenda ODS 2030 resulta do trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo e que tem em vista a criação de um novo modelo global que permita acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas.

A Aliança ODS Portugal conta com um número alargado de Organizações associadas e também de personalidades que integram o seu Conselho Superior de Honra, designadamente o Professor Carlos Zorrinho, o Dr. Paulo Bárcia, o Prof. Filipe Duarte Santos, e sendo o mesmo presidido pelo Dr. Carlos Monjardino.