Estratégias de sourcing
No dia 29 de Junho, entre as 15h e as 18h, dá lugar ao debate sobre as estratégias de sourcing na contratação pública e privada dos serviços de Facility Management (FM). Marcam presença como oradores, Maria José Andrade Campos e Pedro Amaral e Almeida, associados séniores da Ferreira Pinto Advogados e especialistas em Direito da contratação, entre outros. O debate tem como objectivo sensibilizar para a verdadeira importância do FM como parte integrante da gestão de determinadas instalações, edifícios ou organizações, sejam elas privadas ou públicas. O encontro é gratuito, no entanto, sujeito a inscrição prévia obrigatória através do email geral@apfm.pt.

Na área do FM é extremamente importante garantir que a aquisição destes serviços é realizada de forma consistente e completa, tendo em conta todos os factores que irão resultar na satisfação do utilizador final e selecionando serviços que demonstram melhor “value for money”. Quando falamos, então, de várias instalações ou locais a fornecer em simultâneo, a aplicação de boas práticas padronizadas de contratação (seja pública ou privada), pode trazer benefícios adicionais, pois permite uma abordagem mais coerente dos contratos.

Maria José Andrade Campos é especialista nas áreas de Direito os Contratos, Comercial e Societário. É especialista ainda na elaboração e negociação de contratos de prestação de serviços na área do FM, é vogal da APFM – Portugal Facility Management, Secretária da OGCT para o Facility Management, vogal da CT 192 e Docente convidada do ISEL – Instituto de Engenharia de Lisboa na Pós-Graduação em Facility Management – Sourcing e Contratação de Serviços de FM.

Pedro Amaral e Almeida nas áreas de Direito Público, nomeadamente, Contratação Pública, Concessões, Urbanismo, Planeamento, Energia e Ambiente. Possui vasta experiência em contencioso administrativo e arbitragens. Foi Assessor Jurídico do Primeiro-Ministro do XIX Governo Constitucional e Docente da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Também integrou a equipa de elaboração do Código dos Contratos Públicos.
“O FM tem como objetivo afinar processos e melhorar as condições gerais do utilizador final de determinado bem e serviço. Se as mecânicas estiverem devidamente alinhadas e todos estiverem conscientes do seu papel nesses processos e a importância que o FM ocupa na organização, então o resultado final só poderá ser bom. Todos saem a ganhar e as organizações serão mais rentáveis”, afirma Miguel Agostinho, Director Executivo da APFM – Portugal Facility Management.

O encontro decorre no dia 29 de Junho, das 15h às 18h, na sede da APFM (Edifício Adamastor, Av. D. João II, 9, 6ºB, Lisboa).

Para inscrições prévias obrigatórias ou pedido de informação sobre o debate, por favor, contactar através do email geral@apfm.pt